Portal da Prefeitura de Curitiba

voltar

principal
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura
  • miniatura

Artes plásticas

Estudantes aprendem a moldar argila no Linhas do Conhecimento

16/04/2018 16:02:00

Ovos, bacias, bolas e super-heróis foram as produções artísticas moldadas em argila por 30 estudantes da Escola Municipal Mirazinha Braga em uma oficina de modelagem realizada na Rua da Cidadania Matriz, nesta segunda-feira (16/4).

A atividade, inspirada na obra do artista plástico Faustino Zardo, integra o programa Linhas do Conhecimento, que oferece aos estudantes da rede municipal aulas de campo em museus, parques, pontos turísticos e faróis do saber, ampliando o aprendizado. A modelagem será realizada até esta sexta-feira (20), com crianças de diferentes escolas.

Victor Eduardo Avanco decidiu fazer um ovo de Páscoa. “Eu já conhecia argila, já tinha brincado com meu pai e fizemos muita bagunça, adorei vir aqui hoje”, contou Victor. A colega Melissa da Silva também se divertiu. “É muito bom conhecer a cidade e fazer atividades fora da sala, a gente aprende muita coisa diferente”, disse a menina.

A aula de campo foi desenvolvida com o apoio da Regional Matriz. “Antes de vir para a oficina, as crianças estudaram a obra do artista e pesquisaram como fazer moldes. Agora é o momento de realmente colocar a mão na massa e mostrar o talento de cada um", explicou Mere Helen Bezerra Rocha Alves, responsável pelo Linhas do Conhecimento no Núcleo de Educação da Matriz.

“Se o Faustino estivesse aqui, adoraria ver as crianças moldando argila. Ele gostava das crianças e muitas conheceram o ateliê dele”, disse Silvana Zardo, viúva do artista. Silvana foi acompanhar a oficina e falou sobre a obra do marido.

Para o curador e responsável pelas mostras de Faustino, Carlos Henrique Tullio, as crianças aprendem brincando e desenvolvem novas habilidades. “É uma oportunidade de garantir uma contrapartida social e educacional através da arte”, comentou Tullio.

A professora de arte da escola Mirazinha Braga, Adriana Vitti, explicou que atividades como essa estimulam a criatividade e a sensibilidade dos estudantes. “É o poder do toque, eles aprendem a dar forma a uma ideia, a trabalhar um material. Desperta o olhar e novas habilidades”, disse Adriana, que leciona há 26 anos na rede municipal e há 15 trabalha com arte.

Linhas do Conhecimento

Idealizado pelo prefeito Rafael Greca em 2017, o programa Linhas do Conhecimento beneficiou, no passado, 17,4 mil estudantes e dois mil professores. Foram realizadas 606 visitas a 40 espaços da cidade. 

Compartilhe

Leia mais

Mais lidas